Tendências

Buscar cosméticos mais naturais agora é tendência: veja como escolher

Tendência mundial! Entenda o que é esse movimento que busca cosméticos mais naturais e o que você pode fazer para aderir.

Buscar cosméticos mais naturais agora é tendência: veja como escolher

Você já reparou que as pessoas estão cada dia mais em busca de melhorar a própria saúde e também cuidar melhor do meio ambiente? E a busca por cosméticos mais naturais é, sem dúvida, parte importante desse propósito sustentável. Mas você sabe o que deve observar para escolher um bom produto natural?

Buscar cosméticos mais naturais agora é tendência: veja como escolher

Em primeiro lugar, é importante saber que não é suficiente escolher qualquer cosmético intitulado como natural.

Aqueles feitos de forma totalmente caseira, por exemplo, podem apresentar formulações que não foram aprovadas pelas agências regulatórias, o que pode representar inclusive um perigo à saúde.

Lembre-se: ingredientes naturais usados sem nenhum critério também podem trazer danos ao organismo, como alergias, queimaduras, entre outros.

Um cosmético natural contém a maior parte de extratos ou ingredientes naturais e, sem dúvida, apresenta esses atributos de forma clara no rótulo, facilitando então a escolha do item.

Isso dito, o primeiro passo para escolher um cosmético (seja ele natural ou não) é, portanto, verificar se ele está de acordo com as normas das agências regulatórias. No caso do Brasil, todos os produtos têm de estar em conformidade às regras da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O segundo passo é entender qual o propósito que você busca ao adquirir aquele determinado cosmético. Há pessoas que preferem usar um produto 100% natural.  

Há outras já optam por outros itens que carregam compostos da natureza, porém podem conter outras substâncias sintéticas, o que também não é nenhum problema. Por isso, observe alguns pontos dos produtos mais naturais na hora de fazer a sua escolha:

Odor: os extratos naturais não costumam carregar odores intensos, portanto verifique se a suavidade está de acordo com seu gosto. Alguns, inclusive, não têm nenhum tipo de fragrância adicionada, portanto não se espante de sentir o cheiro dos ingredientes naturais sem ter uma fragrância encobrindo-os.

Consistência: muitos produtos naturais têm consistência diferente daqueles que você tinha o hábito de comprar. Observe para ver se a textura agrada e, sem dúvida, dê uma chance a eles.

Teste em animais: atualmente, muitos produtos - inclusive os naturais - não são testados em animais, o que permite o uso por pessoas veganas. Se essa for a sua opção, procure por produtos com o selo vegano.

Se não contém glúten: há pessoas celíacas (com alergia ao glúten) que, se acidentalmente ingerirem uma pequena quantidade de um produto aplicado na pele - como aqueles usados ao redor da boca ou até mesmo nos lábios - podem ter reações alérgicas.

Caso este seja o seu caso, procure no rótulo se há essa informação e opte por produtos sem glúten. Já quem não é alérgico e opta por produtos sem glúten apenas em decorrência do estilo de vida, não precisa se preocupar com o glúten nos produtos naturais, já que este não deve interferir na saúde.

Derivados de petróleo: os produtos mais naturais geralmente não carregam derivados de petróleo, mas visam o uso de óleos vegetais. Por isso, se atente ao rótulo do produto e, se este for um dos seus propósitos, escolha aqueles livres de petrolatos.

Tipo de pele: não é porque o produto é natural que ele vai se adaptar a todos os tipos de pele. Há ingredientes naturais que são mais voltados para a pele oleosa, enquanto outros apresentam propriedades hidratantes, sendo mais adequados para a pele seca.

Isso vale tanto para produtos para o cuidado dos cabelos, como para os de pele, como cremes e maquiagens. Portanto, escolha o produto de acordo com o seu tipo de pele.

Buscar cosméticos mais naturais agora é tendência: veja como escolher

Fique atento à validade: produtos mais naturais geralmente não carregam conservantes que preservam o produto por muito tempo. Portanto, na hora da compra, fique atento ao prazo de validade, para não comprar algo já próximo ao vencimento e não ter tempo hábil para usar.

Fabiana Tavares

Jornalista especializado em shows e vida saudável. Fã de música e livros.+ info

Notícias relacionadas

MAIS NOTÍCIAS

MAIS NOTÍCIAS