Notícias

Volta à normalidade: a União Europeia reabre suas fronteiras para receber turistas

Em consonância com o contexto atual, o turismo esteve proibido por meses. Por isso, vários países foram afetados por estarem na temporada de visitantes. Agora, com uma Europa mais tranquila, a União Europeia reabriu suas fronteiras para receber turistas.

Volta à normalidade: a União Europeia reabre suas fronteiras para receber turistas
Volta à normalidade: a União Europeia reabre suas fronteiras para receber turistas

A União Europeia (UE) reabriu suas fronteiras no dia 1º de julho aos visitantes de 15 países, exceto para os Estados Unidos e para a maioria dos países da América Latina (salvo o Uruguai), devido à situação de risco que ainda estão atravessando.

A lista final de países seguros com permissão para entrar na UE não inclui o Reino Unido, a Rússia, o Brasil e os Estados Unidos, onde a taxa de mortalidade diária já passa de 1.000 pessoas, pela primeira vez desde o dia 10 de junho.

A União Europeia reabriu suas fronteiras para recuperar o turismo.

A UE espera que a medida de afrouxar as restrições seja benéfica para o setor turístico, que foi asfixiado pela proibição de viagens não essenciais desde meados do mês de março, em pleno início da temporada de férias destes países.

Na quarta-feira, hotéis e restaurantes viram a volta dos primeiros turistas, especialmente nas Ilhas da Grécia, país que registrou poucos mortos, mas cuja economia sofreu bastante com as medidas de confinamento social.

Grecia teve poucas mortes nos últimos meses, mas a economia sofreu muito.

Romanian Cojan Dragos foi "o primeiro turista" em um hotel de Corfu. "Temos o hotel inteiro para nós", disse à AFP. "Está vazio, não há um único turista, as lojas e os restaurantes estão fechados, é triste", declarou.

Por outro lado, Espanha e Portugal reabriram a fronteira terrestre, fechada desde 16 de março. Quanto aos turistas oriundos da China, onde surgiu o vírus no final do ano passado, somente poderão entrar na UE se Pequim aplicar a reciprocidade e abrir suas portas aos residentes da União Europeia.

China teve um novo surto de contagiados nos últimos dias.

Os outros países com ingresso permitido na UE são: Japão, Tailândia, Coreia do Sul, Nova Zelândia, Marrocos, Tunísia, Ruanda, Austrália, Argélia, Geórgia, Montenegro, Sérvia e Canadá.

Para elaborar a lista, os europeus examinam a situação nos demais países, que deve ser igual ou melhor que a do bloco, bem como a tendência de novos surtos ou a resposta geral diante da pandemia. O acordo trata-se de uma "recomendação" não vinculante para os países da UE  e para os signatários do espaço de livre circulação de Schengen (Noruega, Islândia, Liechtenstein e Suíça), responsáveis por aplicar a decisão na sua totalidade ou não.

Notícias relacionadas

MAIS NOTÍCIAS

MAIS NOTÍCIAS