Notícias

Kim Kardashian faz apelo ao público: tenham compaixão por Kanye

Diante do comportamento errático do marido, causado pelo transtorno bipolar que pacede, Kim Kardashian pediu que todos tivessem mais empaitia e compaixão.

Kim Kardashian faz apelo ao público: tenham compaixão por Kanye
Kim Kardashian faz apelo ao público: tenham compaixão por Kanye

Para ninguém é um segredo que Kanye West sofre de Transtorno Bipolar. O rapper já falou abertamente sobre seus problemas de saúde mental e revelou que toma medicamentos regularmente.

Na última semana, Kanye West tem apresentado um comportamento muito errático, com publicações estranhas e polêmicas em suas redes sociais. Ele tem atacado a própria esposa, Kim Kardashian, e também a sua sogra Kris Jenner, acusando-as de “supremacia branca”. 
Chegou a comparar Kris Jenner com o ditador norte-coreano Jong-Un em uma série de tweets polêmicos. Kanye afirma que Kim e Kris querem interná-lo e contou que está tentando se separar da esposa há quase dois anos.

Kim havia relutado em falar sobre o assunto, por ser muito protetora de seus filhos e de sua família. Mas quebrou o silêncio e fez uma longa postagem em seus Stories do Instagram. 

"Hoje sinto que devo comentar sobre isso por causa do estigma e equívocos sobre a saúde mental. Aqueles que entendem sobre as doenças mentais ou mesmo sobre o comportamento compulsivo sabem que a família não tem poder (sobre a situação), a menos que o membro seja menor de idade", escreveu Kim.

A celebridade do 'reality show' Kim Kardashian West descreveu Kanye como um homem brilhante, mas complicado, que tem estado sob muita pressão emocional, pela perda da mãe, entre outros aspectos.

Disse, ainda, que entendia que por ser uma figura pública, o comportamento de Kanye poderia ser alvo de duras críticas, provocando opiniões e fortes emoções.

"Nós, como sociedade, falamos sobre dar espaço à questão da saúde mental como um todo, no entanto, também devemos dar às pessoas que vivem com elas", ressaltou a celebridade. 

"Peço gentilmente que a mídia e o público nos dê a compaixão e empatia necessárias para que possamos superar isso", concluiu. 

Notícias relacionadas

MAIS NOTÍCIAS

MAIS NOTÍCIAS