Bisturi

Intradermoterapia: a técnica que trata estrias brancas e gordura localizada

A Intradermoterapia foi criada na França e seu principal objetivo é ter mais resultados por aplicar o medicamento no local que se quer tratar, o que também reduz efeitos colaterais. Saiba mais!

Intradermoterapia: a técnica que trata estrias brancas e gordura localizada
Intradermoterapia: a técnica que trata estrias brancas e gordura localizada

A Intradermoterapia, mais conhecida como mesoterapia, consiste na aplicação de substâncias medicamentosas na pele, abaixo dela ou nos músculos, com finalidades específicas. Normalmente ela é aplicada para tratamento de estrias brancas, gordura localizada e até mesmo queda de cabelo.

Intradermoterapia: a técnica que trata estrias brancas e gordura localizada

Uma das primeiras substâncias usadas foi a fosfatidilcolina, na década de 1990. Seu uso virou moda, mas logo foi proibida no Brasil para fins estéticos, pois não existem estudos clínicos que comprovem sua segurança.

Hoje, são utilizadas substâncias como hialuronidase, tiratricol, xantina e derivados da alcachofra, do girassol e cafeína. A maioria deles é sintética.

Indicações da mesoterapia
A mesoterapia pode ser usada no rosto e no corpo, e por isso acaba tendo diversas finalidades. Confira as principais:

Estrias brancas: As estrias antigas, principalmente as mais finas, podem apresentar melhora com aplicação de misturas com ácido hialurônico, buflomedil e asiaticosídeo.

Gordura localizada: O acúmulo de tecido adiposo com pequeno volume no abdômen, nas laterais do corpo e nas coxas pode ser tratado com misturas de desoxicolato, cafeína e tiratricol aplicadas no local, por exemplo.

Celulite: A substância L-carnitina que atua sobre as toxinas que formam a celulite e o silício orgânico que reduz a acumulação de toxinas

Tratamentos capilares: Queda de cabelo com várias causas (calvície, deficiência de vitaminas, alterações hormonais) podem ser tratadas com a infiltração de misturas ou produtos específicos, mas apenas após um preciso diagnóstico clínico dos motivos desta alteração.

Como é feita a mesoterapia
A mesoterapia consiste na aplicação local de substâncias, seja na pele, abaixo dela ou nos músculos. A aplicação é feita com agulhas com até de 1 a 2 milímetros de diâmetro e que atingem uma profundidade que pode variar entre 3 a 8 mm. Quanto mais profunda a aplicação, mais o produto se espalhará em uma área maior.

Quando ela é feita nos músculos, normalmente são aplicadas substâncias anti-inflamatórias, relaxantes ou anestésicas. Normalmente ela funciona melhor em áreas menores, já que há um limite do volume de substância que é aplicado.

Já a mesoterapia para gordura localizada, especificamente, aplica a substância nas células de gordura, tornando a gordura mais fluida. A gordura fluidificada acaba sendo reabsorvida pelo fígado e será, posteriormente, metabolizada e eliminada pelo organismo, pelas fezes, urina ou até mesmo usada como energia.

Sessões
São indicadas, em média, de 5 a 10 sessões e os resultados variam de acordo com cada caso e objetivo. Cada sessão dura em média 30 minutos e elas pode ser feitas semanalmente. Os resultados normalmente acabam aparecendo na terceira sessão, mas tudo depende da indicação clínica e do tipo de problema tratado.

Profissionais que podem fazer
Esse procedimento é muito complexo, pois envolve um conhecimento técnico da anatomia humana, além do manejo de possíveis complicações. Por isso, o ideal é que ele seja feita por dermatologistas, cirurgiões plásticos e fisioterapeutas especializados.

Cuidados antes da mesoterapia
No dia é importante que a pele esteja limpa, sem cremes ou outros produtos na pele. Qualquer fator que deixe o sangue mais fluido é contraindicado nos dias anteriores ao tratamento, como ácido acetilsalicílico.

Cuidados após a mesoterapia
É preciso tomar cuidado com os locais em que as substâncias foram aplicadas, preferindo tecidos de algodão, evitando jeans e também sentar-se em superfícies diretamente com a pele.

Indica-se usar compressas geladas no corpo, para reduzir a dor e o desconforto, além de diminuir a formação de hematoma. Caso eles se formem, é muito importante ter uma proteção solar adequada, para evitar manchas.

É importante também evitar outras técnicas estéticas que manipulem a região onde foi feita a mesoterapia. No tratamento para estrias, é indicado o uso de bermudas compressivas por de sete a dez dias após as sessões.

Contraindicações
A mesoterapia está contraindicada para pessoas com doenças autoimunes (como o lúpus, por exemplo) ou que apresentem alguma doença de pele no local onde será realizada a injeção do produto. Pessoas alérgicas as substâncias aplicadas também são contraindicadas.

Grávida pode fazer?
Durante a gravidez ou amamentação não é indicada a mesoterapia, pois as substâncias podem fazer mal ao feto ou chegar até o leite materno.

Intradermoterapia: a técnica que trata estrias brancas e gordura localizada

Resultados
Os resultados da mesoterapia dependem muito do objetivo que se quer alcançar. Normalmente eles acabam aparecendo apenas depois da terceira sessão. No geral, não há muitos estudos que comprovem totalmente a eficácia desse tratamento.

Fabiana Tavares

Jornalista especializado em shows e vida saudável. Fã de música e livros.+ info

Notícias relacionadas

MAIS NOTÍCIAS

MAIS NOTÍCIAS