Bisturi

Hidrolipo: conheça esse procedimento e quais são os riscos e resultados

Essa técnica da lipoaspiração costuma injetar o anestésico diretamente no local da cirurgia. Conheça como funciona, os riscos e os resultados!

Hidrolipo: conheça esse procedimento e quais são os riscos e resultados
Hidrolipo: conheça esse procedimento e quais são os riscos e resultados

hidrolipo é uma lipoaspiração que utiliza solução tumescente (ou seja, anestésica) antes da retirada da gordura e é usualmente feita apenas com anestesia local, com ou sem sedação.

Hidrolipo: conheça esse procedimento e quais são os riscos e resultados

Sendo uma variante com poucas mudanças técnicas da lipoaspiração convencional, essa terminologia acaba sendo contestada por muitos médicos que consideram ser apenas um apelo de marketing na denominação de um procedimento que já é conhecido no meio médico.

Outros nomes
A hidrolipo também é chamada de lipolight, lipoescultura tumescente, mini-lipo, lipo fracionada, HLPA (hidrolipoclasia aspirativa).

Indicações da hidrolipo
A melhor indicação da hidrolipo é para aqueles pacientes com gordura localizada que não estejam em sobrepeso exagerado. Portanto, ela leva a uma redução das medidas e melhora da silhueta de maneira mais sutil que a lipoaspiração convencional. 

Muitos pacientes têm preferência por pouca retirada de gordura através da hidrolipo pois utilizam o resultado obtido como um estímulo para início de um processo de modificação corporal.

Com a diminuição de medidas e melhora do contorno corporal proporcionada pela lipoaspiração observa-se que a maioria das pacientes fica mais estimulada para o início da prática regular de exercícios físicos e modificação seus hábitos alimentares, levando a um emagrecimento efetivo a médio prazo.

Quem é o profissional apto a realizar a hidrolipo?
O cirurgião plástico é o profissional apto a realizar o procedimento. Certifique-se de que seu cirurgião realmente possui o Título de Especialista em Cirurgia Plástica. Isto pode ser feito através do site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Como é feita a hidrolipo
Para realizar a hidrolipo, utiliza-se uma solução tumescente que é aplicada na região e então a gordura é retirada. Alguns cirurgiões plásticos realizam a hidrolipo em seu próprio consultório.

Nesses casos, é importante ter certeza que o ambiente é adequado para cirurgia e deve estar dentro dos parâmentros obrigatórios de segurança da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

A presença do anestesista em conjunto com o suporte necessário em caso de intercorrências é importante para trazer mais segurança ao procedimento. Para melhorar a segurança, alguns médicos optam por realizar pequenas lipoaspirações com alguns intervalos de tempo (entre um e dois meses), mas isso não é consenso.

A hidrolipo pode ser feita em praticamente qualquer parte do corpo que possue excesso de gordura localizada, sendo as regiões mais comuns: abdômen, flancos (cintura), costas (região inferior e superior), culotes (região externa da coxa), região interna da coxa, papada, axilas, braços e região pubiana.

Duração da cirurgia
O tempo médio da hidrolipo depende da quantidade da gordura que vai ser aspirada, podendo então variar de 30 minutos até usualmente duas a três horas.

Pós-operatório da hidrolipo
Por ser uma cirurgia de menor porte que a lipoaspiração convencional, a recuperação da hidrolipo costuma ser mais rápida e isso é interessante para os tempos modernos que exigem rápido retorno ao trabalho.

Dependendo do caso, pode-se ficar afastado do trabalho por curto período de tempo (entre dois e quatro dias) e o inchaço decorrente da cirurgia e manchas roxas (se ocorrerem) tendem a regredir mais rápido também. O importante é sempre seguir a orientação de seu cirurgião plástico, mesmo tratando-se de um procedimento de menor porte.

Assim como na lipoaspiração convencional, o paciente deve utilizar uma cinta compressiva por cerca de 30 a 60 dias (depende do caso), o que diminui o inchaço (edema) presente no pós-cirúrgico. Drenagem linfática deve ser feita assim que o médico permitir o que minimiza a ocorrência de fibroses e ondulações. 

Deve-se evitar tomar sol por um período mínimo de um mês, ou até que as manchas roxas (equimoses) desapareçam. Os pontos são retirados usualmente entre cinco a oito dias após a cirurgia. O resultado da cirurgia é observado após entre dois a seis meses do procedimento; depende da rapidez que ocorre a reabsorção do inchaço.

Possíveis complicações da hidrolipo
As complicações na hidrolipo são as mesmas que podem ocorrem na lipoaspiração e incluem: hematomas, seromas, equimoses, irregularidades, sangramento, trombose, dentre outras.

Hidrolipo: conheça esse procedimento e quais são os riscos e resultados

Antes e depois da hidrolipo
A hidrolipo costuma ser feitas em regiões menores do corpo, se compararmos com a lipoaspiração convencional. O mais importante é que o paciente tenha objetivos bem definidos e confira com o médico se eles podem ser alcançados. Cuidado com expectativas irreais. Não se compare aos homens e mulheres das revistas, nem eles são daquele jeito!

Fabiana Tavares

Jornalista especializado em shows e vida saudável. Fã de música e livros.+ info

Notícias relacionadas

MAIS NOTÍCIAS

MAIS NOTÍCIAS