Bisturi

Corrente russa: Quais os benefícios do procedimento?

A corrente russa (que era conhecida como estimulação russa e hoje também é conhecida como eletroestimulação russa ou simplesmente eletroestimulação), ajuda a melhorar o tônus muscular com o uso de um aparelho de eletroterapia.

Corrente russa: Quais os benefícios do procedimento?

Corrente russa é um tratamento estético desenvolvido na Rússia na década de 80, onde a pessoa recebe estímulos elétricos que contraem a musculatura, estimulando a circulação sanguínea, diminuindo a flacidez e as celulites e melhorando o tônus muscular da área tratada (braços, pernas, glúteos, barriga, etc), e também pode ser usado no rosto ou como tratamento terapêutico em alguns casos específicos.

O aparelho para Corrente russa usa placas de silicone com um gel condutor entre a pele e o eletrodo, que são acoplados em cintas de elástico colocados na área (músculo) que vai ser estimulada e emitem impulsos elétricos, causando a contração muscular.

A corrente utilizada é de média frequência alternada de 2.500 Hz em sessões de 5 a 20 minutos, sem risco de choque elétrico, mas que pode causar dor em graus diferentes, de acordo com a intensidade da corrente.

Muita gente se refere à corrente russa como sendo um “exercício físico passivo”, já que ela tonifica e modela o corpo sem o esforço que a atividade física demanda (10 minutos da técnica aplicada sobre o abdômen equivalem a 400 abdominais executados de maneira correta).

Esses são os benefícios que o procedimento oferece:

O número de sessões pode variar de acordo com o seu objetivo e os seus hábitos (quem já faz exercícios físicos pode precisar fazer menos sessões que uma pessoa sedentária para ver os mesmos resultados) e a intensidade da corrente utilizada durante as sessões, mas geralmente é indicado iniciar o tratamento com um pacote de 10 sessões, já vendo resultados à partir da terceira ou quarta sessão.

Existe contraindicação?
Sim. Apesar de não precisar de indicação médica para fazer (nos casos de tratamento estético), é importante dizer que nem todo mundo pode fazer a corrente russa, como:

Vladimir Martins

Jornalista, aficcionado por cinema e antenado na vida das celebridades.Engajado nas causas sociais e louco por lasanha.+ info

Notícias relacionadas

MAIS NOTÍCIAS

MAIS NOTÍCIAS