Bisturi

Confira 3 tratamentos para a flacidez nos braços

Você certamente já ouviu falar sobre o famoso “tchauzinho”, que é um grande incômodo que acomete grande parte das pessoas. Embora seja uma reclamação bem constante nas clínicas de estética, poucos sabem que a causa principal da flacidez nos braços é a variação de peso. Saiba mais!

Confira 3 tratamentos para a flacidez nos braços

A pele dos braços é bem fina e não muito elástica. Então, quando ela é esticada devido ao ganho de peso, a gordura a deixa bem curva. Assim, mesmo com o emagrecimento, a pele não consegue voltar ao estado anterior, ficando bastante flácida.

A boa notícia é que existem tratamentos estéticos que ajudam a corrigir a flacidez dos braços

1. Radiofrequência não ablativa
Esse é, sem dúvidas, um dos métodos mais eficazes para acabar com a flacidez. Por isso, ele é o primeiro da lista. Trata-se de um tratamento que promove o aquecimento volumétrico controlado da pele, aumentando a temperatura da superfície a 40 ºC e, na profundidade dela, a 60 ºC.

É importante deixar claro que esse aquecimento faz a transformação da energia eletromagnética em calor. Isso promove a reorganização do colágeno, estimulando o sistema linfático, melhorando a circulação e o tônus da pele e estimulando a neoformação de colágeno.

Os resultados surgem entre duas e quatro semanas, momento em que acontece o pico da produção do novo colágeno na pele. Lembrando-se de que a quantidade de sessões varia conforme cada caso, mas, normalmente, são necessárias de 8 a 12 para se conquistar um resultado ideal.

2. Ultrassom microfocado
Esse tratamento faz pontos de coagulação, isto é, pontos de contração na gordura, na derme profunda e no Smas — uma camada fibrosa responsável por dar firmeza e sustentação para as camadas mais profundas da pele.

Para que fique mais claro, funciona assim: os feixes do ultrassom microfocado alcançam diversas camadas da pele, desde aquelas mais profundas, conhecidas como Smas, até as de gordura, onde é possível remodelar essa gordura da face e reduzir a quantidade localizada, caso seja necessário.

O objetivo do tratamento é fazer um estímulo bem grande de colágeno em uma pessoa que necessita ou para prevenir, construindo, assim, um tipo de banco de colágeno. Vale frisar que o resultado final é visto em até três meses.

3. Total Sculptor
Esse é o único equipamento a associar ultrassom microfocado, criolipólise, corrente de estímulo muscular, criofrequência e radiofrequência multipolar. O Total Sculptor trata efetivamente a gordura localizada, definindo o músculo.

O tratamento se inicia com o congelamento das células (as famosas criolipólises) de gordura com morte celular. No entanto, na mesma sessão, logo depois da criolipólise, células de gordura ainda são totalmente destruídas por um ultrassom microfocado bem-potente, que potencializa a perda de gordura localizada de maneira significativa.

Enquanto isso acontece, a corrente de estímulo muscular vai agindo, em uma tecnologia que faz a pessoa “malhar” passivamente. Enquanto o paciente está imóvel, o equipamento passa a contrair e soltar o músculo inúmeras vezes até realizar a definição da área muscular. 

Fabiana Tavares

Jornalista especializado em shows e vida saudável. Fã de música e livros.+ info

Notícias relacionadas

MAIS NOTÍCIAS

MAIS NOTÍCIAS