Beleza

Como ter pés de princesa: 4 dicas valiosas para deixá-los super macios

Dermatologista ensina o que fazer para combater a aspereza da pele dos pés

Pés ressecados com solas grossas e ásperas são resultado do descuido com essa área do corpo. Para recuperar a falta de hidratação e combater os efeitos nocivos dos sapatos apertados e fechados, que dificultam a transpiração é preciso apostar em uma rotina de cuidados.

Como ter pés macios 
Segundo a dermatologista Flávia Medina, da Clínica Arthys, com alguns truques caseiros é possível recuperar a beleza dos pés. Veja quatro tratamentos caseiros fáceis e potentes para ter pés perfeitos e macios:

Higienização
Para garantir uma boa higienização dos pés, a dica e Flávia é usar sabonete de coco ou uma versão antibacteriana na lavagem. "Eles promovem uma limpeza profunda sem agredir a pele", ensina.

Esfoliação
É fundamental hidratar os pés para evitar que os calcanhares fiquem ásperos.
Lixar os pés causa o efeito rebote e o resultado são calcanhares e dedos ainda mais ásperos. Para remover as células mortas e combater a aspereza, a dica é esfoliar os pés uma vez por semana com movimentos circulares usando um produto que tenha grânulos grandes.

Massagem
Segundo a especialista, massagear os pés com uma mistura preparada com um pouco de vaselina sólida com mel e açúcar ajuda a deixar os pés macios."Os produtos devem ser misturados em pouca quantidade, uma porção suficiente para que a pele absorva bem", explica.
O açúcar vai promover a manutenção da esfoliação de maneira leve, enquanto o mel e a vaselina vão nutrir a pele dos pés para devolver a maciez.

Meia hidratante 
Outra dica da dermatologista é aplicar um pouco de vaselina sólida nos pés e colocar um par de meias. Quanto mais tempo a meia ficar nos pés, melhor."A vaselina é um produto barato que ajuda a recuperar a hidratação das áreas que sofrem mais atrito, como o calcanhar", afirma.

A dermatologista Dra. Flávia Ravelli, explica a importância da atenção aos sinais que os pés pode, apresentar: "Nossos pés sustentam nosso peso, nos protegem contra causas físicas do ambiente (através do reflexo doloroso) e ainda possuem receptores importantíssimos de sensibilidade tátil, térmica e dolorosa", diz. "Nesta região não possuímos glândulas sebáceas, portanto é uma região menos hidratada que o restante do corpo." 

Vladimir Martins

Jornalista, aficcionado por cinema e antenado na vida das celebridades.Engajado nas causas sociais e louco por lasanha.+ info

Notícias relacionadas

MAIS NOTÍCIAS

MAIS NOTÍCIAS